sábado, 15 de janeiro de 2011

A Matéria da Semana> O dia em que Flagramos uma Perseguição Policial e Discutimos com a PM

Sexta Feira 14 de janeiro deste ano, por volta das 23h30 no bairro São Cristóvão a lua estava linda e romântica no céu, quando duas viatuaras policiais avistam um veículo Santanna com placa de fora, imbuídos de fazer seu trabalho ( aplicar multas entre outros) essas viaturas perseguem o veículo que na avenida Paula Freitas protagoniza cenas de perseguições americanas infringindo normas de trânsito e ultrapassando a velocidade máxima permitida, queria eu poder ter filmado.
Eram as viaturas 6***3 e 6***2.
Durante a tensa perseguição o Santana consegue de forma eficaz empreender fuga, mas os quatro policiais da viatura POVO invadem a residência do motorista: um jovem de 20 anos, de forma "violenta" o retiram do veículo, o jogam no chão e encostam a pistola em sua cabeça, tamanha foi a violência da abordagem que cabelos do jovem condutor são arrancados. A polícia estava errada? Na verdade não! O que falta para muitos de nossos bravos e honestos policiais é um melhor preparo psicológico e eu vou insistir nisso, e fiquem cientes a culpa não é do policial na rua é de quem negligencia uma formação mais adequada e moderna, os políticos inescrupulosos que nós temos. Eu mesmo já fui abordado de forma grotesca em frente da faculdade as 3 horas da tarde, e creio que mtos de vcs tbm, mas isso não vem ao caso!!!
Era visível o nervosismo e a adrenalina descontrolada dos PMs, começaram a falar grosso aproveitando que a família do rapaz, evangélica e humilde estava assustada, o termo mais correto seria apavorada ( imagine você dormindo e a PM invade sua casa?), no entanto quando esse repórter interviu os PMs começaram a baixar a bola, e foi bem isso que aconteceu, parece mesmo que o Brasil é o país de quem fala mais grosso.
Os policiais da viatura 6****3 eram mais serenos, no entanto os da viatura 6***2 eram grossos e mal educados e ainda a PM feminina dessa viatura proferiu a seguinte frase: " Dai levam um tiro da policia e não sabem o pq". Foi a frase mais infeliz que alguém que trabalha para a lei poderia proferir, mostra na minha opinião e não quer dizer que seja mesmo assim, um desequilíbrio explosivo por parte da moça ( e uso moça aqui com todo o respeito pela autoridade que ela representa).
O teste do bafômetro foi "oferecido" e quando o condutor, o jovem de 20 anos se recusou, um dos PMs com a frase pronta aponta: "Então é ctza que está alcoolizado". No que esse repórter metido, discutiu com o mesmo e lembrou-lhe que ngm é obrigado a fabricar prova contra si mesmo e que se o PM insistia que pedisse o exame de sangue, teste de alcoolemia. O pm quis dizer que não tinha feito a sugestão da embriaguez com suas palavras, no que esse repórter, com adrenalina tbm descontrolada disparou: Voce falou sim eu estou gravando tudo!
A PM mulher quis saber o que esse repórter fazia, o que me limitei a dizer que trabalhava num veículo de imprensa. Isso parece que mexeu com os PMs, todos ficaram tão mais calmos e queridos. Como eu ja disse acredito que eles estavam corretos, porém o que pegou foi o nervosismo de ambas as partes, eu me permito tal nervosismo pois sou um civíl e foi minha primeira cobertura na área policial, mas nervosismo exagerado por parte dos PMs mostra que alguma coisa está errada!!!
O que quero deixar aqui, até como fator de preservação de integridade é uma das frases dos PMs: "Eu te conheço! Vc estuda na FAFI, faz Biologia!"
Isso não me pareceu em tom ameaçador e nem me assustou mas é sempre bom ficar registrado aqui pq qualquer coisa que possa acontecer é só ver os PMSs que ocupavam tais viaturas durante a ocorrência.

É IMPORTANTE REPETIR que os PMs estavam corretos! O que pecaram foi na forma truculenta e arcaíca de abordagem. Mas temos que considerar também todo estresse que envolve uma perseguição em alta velocidade. Por tanto tudo é justificável, são seres humanos... Mas eu juro pra vcs que preferia que eles tivessem mais preparo psicológico, agissem com o rigor da lei sim, mas dentro do respeito ao ser humano. Até pq  policiais nunca podem se esquecer que são nossos funcionários e que somos todos nós que pagamos seus salários. Aliás o salário do policial é uma piada, os caras que na sua maioria são corretos, ganham muito pouco. Esses politicos imorais deviam tomar vergonha na cara e aumentar o salário da polícia junto com uma maior preparação dos mesmos... Bem como dos professores e demais funcionários que são essenciais. Aliás quem é que ganha muito nesse país mesmo?

Para o moço que estava errado pois fugiu da PM e dirigiu sem carteira a punição será algo em torno de 2 mil reais de multa! Esperamos também que ele crie mais juízo... Os PMs usaram bastante da força e sabe DEUS o que iria acontecer se não estivéssemos em cima do lance no local da ocorrência.  Esperamos que o jovem aprenda e que não burle mais as leis!
Que fique de exemplo pra todos nós, fugir da PM nem sempre é o melhor caminho, a menos que alguém do Blog da Fakul esteja por perto ( isso foi brincadeira). Obedeça sempre as leis e não beba se dirigir, caso a PM te pare e vc não queira fazer o bafômetro, se não tiver ingerido alcóol, para que não te multem por dirigir embriagado peça o teste de sangue.


Esse foi o dia que flagramos uma perseguição policial e discutimos com a polícia. 



Peço Desculpas Sinceras se fui estúpido com a PM, mas juro que não consigo ver grosserias e ficar na minha. Por outro lado se quiserem dar sua versão fiquem a vontade para entrar em contato, temos toda a ocorrência em áudio, mas a lei garante a vcs o mesmo espaço democrático para expor sua versão e estamos aqui dispostos sempre a ouvir os dois lados e torcemos sim para que a policia seja cada vez mais preparada, afinal são nossa maior fonte de proteção contra a criminalidade. Parabéns a PM, gloriosa corporação que nos traz muito orgulho, mas tudo que é bom pode ser ainda melhor, revejam a forma da abordagem, tenho ctza se fosse um jovem rico ou filho de politico vcs iriam agir com mais serenidade todo o tempo!

A vc leitor sinceras desculpas, escrevi aqui ainda sob o domínio de forte emoção.




Por Geee Hernandez
blogdafaculdade@globomail.com





5 comentários:

Antonio Nunes Verde disse...

mais um que vai ser morto e não vão achar o corpo!

Geee disse...

Olha eu bem de boa não acho que vão me matar. Até pq eu nao menti em nenhuma vírgula. É tudo como aconteceu...

Por outro lado, tenho quem cuida de mim entaum descanço em paz, é DEUS...

mesmo assim obrigado pelo prestígio e por acessar minha matéria
Que DEUS te proteja

Anônimo disse...

tem mtos policias folgados mesmo
como ta escrito ai esquecem que são funcionários da populaçõa

Betty a Feia disse...

Nesse site afirma que a PM agiu errado: http://forum.jus.uol.com.br/53022/a-policia-pode-invadir-domicilio-sem-mandado-judicial/

Anônimo disse...

Agradeço ao autor por enviar email para este advogado solicitando seu humilde entendimento.

No caso em comento houve crime de desobediência e direção perigosa que persistiu até o local da abordagem e a residência era do próprio infrator.

Neste específico caso não houve abuso de autoridade.

O rigor da abordagem se fez necessário pois o policial, em situação que tal, é alimentado por uma quantidade absurda de adrenalina que chega ao ponto de "dopá-lo" e ele não sabe o tipo de reação que será desencadeada pelo sujeito de forma que fica impedido; até por questão de segurança; a simplesmente solicitar "por favor...coloque as mãos na cabeça".

Depois de feita a abordagem e respectiva verificação a hora é de "esfriar a cabeça", antes não.

Atenciosamente, Vanderley Muniz - Advogado Criminalista.

Bons estudos a todos e à disposição.
advocaciamuniz@yahoo.com.br

POSTAGENS RECENTES