segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Trote de Biologia vespertino

Recebemos essas fotinhos no email e estamos compartilhando com vcs...


BEM VINDOS CALOUROS!!!








MANDE PRA GENTE AS FOTOS DO TROTE DO SEU CURSO TAMBÉM!!!

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Mamonas, que saudades!

Eu era tão pequenininho, a 15 anos, no dia 02 de março de 1996 eu estava brincando e o plantão:

"AVIÃO DOS MAMONAS ASSASSINAS CAIU EM SÃO PAULO"

Não dava pra acreditar!

Ainda não acredito............... Chega de palavras.... MAMONAS, MAMONAS, MAMONAS!

+02/03/1996






A gente precisava de um "novo Mamonas", mas só temos Restart, Cine e essas "coisas", nada contra mas ficar pra história não sei se acontece com esses  coloridos de hoje.

Sinto falta das cores do Mamonas Assassinas, aquilo era um colorido utópico e tesão pra kct ( não achei outra expressão melhor).

MAMONAS PARA SEMPRE!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

O Sexo: Disfunções Sexuais Femininas

Oii amigas, oii amigos!
Hoje vou falar aqui de um assunto de interesse de nós mulheres, mas também dos homens que cada vez mais se preocupam com o nosso prazer. Leia e conheça o que pode atrapalhar uma coisa maravilhosa, as relações sexuais responsáveis>>>


TIPOS DE DISFUNÇÕES SEXUAIS: 
Desejo Sexual Hipoativo (Desejo Sexual Inibido)
Quando há diminuição ou ausência total de fantasias e de desejo de ter atividade sexual.
Aversão Sexual (Evitação Sexual. Fobia Sexual)
Evitação ativa de ter sexo com parceiros, com sentimentos de repulsa, ansiedade e medo.
Transtorno de Excitação (Frigidez)
É a incapacidade persistente ou recorrente (repetida) de adquirir ou manter a lubrificação vaginal e turgescência até o fim do ato sexual. A mulher tem pouca ou nenhuma sensação de excitação. Antigamente, esse problema era denominado de Frigidez.
Anorgasmia (Inibição do Orgasmo)
Quando a mulher sente-se incapaz de atingir orgasmo. Pode haver um atraso ou ausência recorrente ou persistente do orgasmo, mesmo após estímulo sexual adequado.
Dispareunia
É a dor genital associada ao ato sexual. Para ser denominada dispareunia não deve ser causada por fatores orgânicos, como infecções ou nódulos, por exemplo.
Vaginismo
É a contração involuntária dos músculos próximos à vagina que impedem a penetração pelo pênis, dedo, ou espéculo ginecológico ou mesmo um tampão. A mulher não consegue controlar o movimento de contração, apesar de até desejar o ato sexual.
Disfunção Sexual Devido a uma Condição Médica
Quando há um problema orgânico que gera problemas sexuais, como, por exemplo, a diminuição de desejo devido a Diabete Melito.
Disfunção Sexual Induzida por Substâncias
Quando há um problema sexual pelo uso de algumas substâncias. Por exemplo, diminuição do desejo sexual por uso de altas doses de sedativos hipnóticos, como o diazepam.


Nas próximas colunas vou tratar de assuntos mais picantes e você pode escolher qual o próximo assunto dessa coluna. TEM 2 OPÇÕES> Tamanho é documento? ou Virgindade e Gravidez.

VOTE NO MEU TWITTER>>> www.twitter.com/erotikadoblog
ou no email> blogdafaculdade@globomail.com

Por Monica Apolinário
www.twitter.com/erotikadoblog

Nota de Esclarecimento sobre a matéria da BLITZ



Ao analisar a postagem que cita a blitz da polícia que publicamos aqui, pontuo os seguintes esclarecimentos:

1) ANDAR SEM HABILITAÇÃO É ILEGAL E MERECE PUNIÇÃO;
2) BLITZ SÃO NECESSÁRIAS POIS A CULTURA DO BRASIL APONTA PARA DOR NO BOLSO COMO MEDIDA DE PUNIÇÃO;
3) PROVAVELMENTE A MATÉRIA SE EXPRESSOU COM PALAVRAS E TERMOS INADEQUADOS, ESSE BLOG É LEGALISTA E JAMAIS INCITARIA, APOIARIA OU ELOGIARIA POSTURAS ANTI CONSTITUCIONAIS E QUE NÃO RESPEITEM DETERMINAÇÕES DA LEI.
4) O TOM DA MATÉRIA SERIA UNICAMENTE CRITICAR A POSTURA DE ALGUNS POLICIAIS E NÃO DE TODOS, QUE APENAS TRABALHAM PARA APLICAR MULTAS ( nem eu nem ngm do blog da faculdade jamais foi multado)


O blog da faculdade não tem compromisso com o erro, se exageramos, erramos ou nos expressamos mal, fica nosso sincero pedido de desculpas a você leitor, não estamos a cima do bem ou do mal, temos consciência que não foi o primeiro e nem o último texto de repercussão e polêmico, mas sempre que a maioria entender exageros pediremos desculpas de forma humilde reconhecendo nosso erro.

No entanto fica nosso protesto, que a polícia além de multar também trabalhe como polícia!

Quem entra na FAFI vê um anúncio de uma moto roubada, que a mesma polícia que é eficaz para multar seja também para resolver os problemas de furtos em nossa cidade e sobre tudo coibi-los, se a blitz tiver esse caráter será muito bem vinda, mas se o único objetivo for encher os bolsos de alguns é uma vergonha.

Apoiamos as autoridades, achamos que pelo pouco que ganham os policiais fazem até muito, mas sempre existe meia dúzia, uma corja que emporcalham o nome da corporação, um deles, que era casado inclusive com uma professora de colégio particular, foi preso por segundo a própria polícia, ser pedófilo. Não tem semelhança entre os casos, mas que existe muita coisa errada na polícia não temos dúvida, que os bons policiais, aqueles que de forma heróica trabalham pela sociedade deem a resposta limpando a polícia e que essa seja muito mais que apenas responsável por multas, mas que também faça seu papel preventivo de combate a outros crimes.

Erramos, nos equivocamos ou exageramos. Não estamos a cima do erro, pedimos desculpas e obrigado pelos comentários que nos fizeram rever a postura editorial naquele caso.

Esse blog é de vocês, por tanto a principal opinião é de vocês, sempre que a maioria entender idéias de uma forma diferente iremos produzir uma nota para que a sua opinião seja soberana, afinal o blog da faculdade é TODO SEU!


(os editores)

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O saudosista>> E vem ai... AS FORMATURAS


Juro pra vocês que é estranho...

Sabe, logo 4 anos acabam tão rápido... É uma história tão intensa e mesmo assim na velocidade da luz.

Pra quem está chegando, esse velho aqui dá uma dica: Aproveitem muito! Estudem e não estudem, briguem, beijem, aproveitem por que pode parecer que 4 anos são longos... NADA, passa que você nem vê!

Quinta, sexta e sábado tenho certeza que muita gente vai chorar, eu choraria, aquilo que iniciou como algo novo, diferente e até estranho convenhamos, tem o seu the end...

Você acaba se acostumando até com o que não gosta, e logo no primeiro dia de aula, do último ano, meio que te falta o chão, a cabeça viaja ( também na velocidade da luz) tantos momentos, ou como dizem por ai: "São tantas emoções".

Pra quem esta chegando, ou está no 2º ou no 3º sabe, a "forms" da faculdade é diferente do ensino médio, meu como é difícil dar adeus pra escola, pra faculdade é isso multiplicado por hum milhão elevada a qualquer maldita potência.

Sou um saudosista ainda no barco...

A quem está se formando, meus parabéns e aproveite também intensamente: dance, BEBA, beije, chore, vocês venceram os 4 mais longos e rápidos anos de suas vidas.

Me parece que se formar é sair do ovo, quebrar a casca, é ser e estar... Durante quatro anos uma planta germina dentro de um ovo ( e eu não estava drogado quando escrevi isso) parece irracional, mas eu juro que mais irracional é esse negócio de se firmar, conhecer, viver e de uma hora pra outra ter que dizer tchau. Quem está no 2º ou no 3º devem pensar: "Suspende a maconha desse idiota" ou então: "Vou dar umas bordoada nesse cara". Cheguem no 4º ano e vocês vão ver que eu tinha razão, a saudade começa antes da falta se estabelecer.

A planta está pronta, quebrou a casa e agora é hora de crescer e ficar mais perto do sol.

Em nome dessa galera ( eu queria dizer desse putedo) que faz o Blog da Faculdade:

Parabéns e mandem notícias!!!










Por Ge Hernandez
www.twitter.com/GeHalls





E como AQUI deixam eu me expressar livremente quero parabenizar de forma especial, a pessoa mais sensacional que eu conheço, simplismente uma estrela em fase de explosão que é a ANA PAULA DORNELES TRINDADE, com essa menina e agora pedagoga eu aprendi muita coisa, principalmente que lealdade, amor, amizade e cumplicidade são jóias raras.

ANA PAULA PARABÉNS EU AMO MTO VOCÊ hahah e por vc eu daria meu rim hahah Esse post é especialmente dedicado a você a melhor das melhores, e agora todos sabem disso...






PS desconsiderem os erros gramaticais e ortográficos essa coluna O Saudosista é escrita sobre forte carga de emoção

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Outras PÉROLAS do Enem

Todo ano é a mesma coisa, o melhor do Enem são suas pérolas, que você acompanha agora no seu Blog da Faculdade>>.


OUTRAS PÉROLAS DO ENEM
 
"O Brasil não teve mulheres presidentes, mas várias primeiras-damas foram do sexo feminino".
(Ou seja: vários ex-presidentes casaram-se com travestis.)
 
"Vasilhas de luz refratória podem ser levadas ao forno de microondas sem queimar".
(Alguém poderia traduzir?!)
 
"O bem star dos abtantes da nossa cidade muito endepende do governo federal capixaba".
(Vende-se máquina de escrever faltando algumas letras.)



 
"Animais vegetarianos comem animais não-vegetarianos".
(Esse aí deve comer capim.)
 
"Não cei se o presidente está melhorando as insdiferenças sociais ou promovendo o sarneamento dos pobres. Me pré-ocupa o avanço regresssivo da violência urbana".
(“Sarneamento” deve ser o conjunto de medidasadotadas por Sarney no Maranhão. Quer dizer, eu “axo”, mas não me “pré-ocupo” muito.)
 
"Fidel Castro liderou a revolução industrial de 1917, que criou o comunismo na Rússia".
(Não, besta, foi o avô dele.)
 
"O Convento da Penha foi construído no céculo 16, mas só no céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do morro".
(Demorou o "céculo" inteiro pra fazer a mudança.)
 
"A História se divide em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje".
(Esqueceu a História em Quadrinhos.)
 
"Os índios sacrificavam os filhos que nasciam mortos matando todos assim que nasciam".
(Mas e se os índios não matassem os mortos?)
 
"Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada por dois cavalos".
(Ou era uma "biga" macho que tinha duas "bigas" fêmeas, puxada por um burro?!)
 
"No começo Vila Velha era muito atrazada, mas com o tempo foi se sifilizando".
(Deve ter sido no tempo em que lá chegaram as primeiras prostitutas.)
 
"Os pagãos não gostavam quando Deus pregava suas dotrinas e tiveram a idéia de eliminá-lo da face do céu".
(Como será que eles pretendiam fazer isso?!)
 
"A capital da Argentina é Buenos Dias".
(De dia. À noite chama-se Buenas Noches.)
 
"A prinssipal função da raiz é se enterrar no chão".
(E a "prinssipal" função do autor deveria ser a mesma. E ainda vivo...)
 
"As aves tem na boca um dente chamado bico".
(Cruz credo.)
 "A Previdência Social assegura o direito a enfermidade coletiva".
(Hehe. Esse é espirituoso...)
 
"Respiração anaeróbica é a respiração sem ar, que não deve passar de 3 minutos".
(Senão a anta morre.)
 
“Ateísmo é uma religião anônima praticada escondido. Na época de Nero, os romanos ateus reuniam-se para rezar nas catatumbas cristãs".
(E alguns ainda vivem nas "catatumbas".)
 
"Os egipícios dezenvolveram a arte das múmias para os mortos poderem viver mais".
(Precisa "dezenvolver" o cérebro. Será que egípcio é para rimar com estrupício?)
 
"O nervo ótico transmite idéias luminosas para o cérebro".
(Esse aí não deve ter o tal nervo, ou seu cérebro não seria tão obscuro.)
 
"A Geografia Humana estuda o homem em que vivemos".
(I will survive.)
 
"O nordeste é pouco aguado pela chuva das inundações frequentes".
(Verdade: de São Paulo até o Nordeste, falta construir aquadutos para levar as inundações.)
 
"Os Estados Unidos tem mais de 100.000 Km de estradas de ferro asfaltadas".
(Juro que eu não li isso.)
 
"As estrelas servem para esclarecer a noite e não existem estrelas de dia porque o calor do sol queimaria elas".
(Hum... Desconfio que vai ser poeta!)
 
"Republica do Minicana e Aiti são países da ilha América Central".
(Procura-se urgente um Atlas Geográfico que venha com um Aurélio junto.)
 
As autoridades estão preocupadas com a ploleferação da pornofonografia na Internet".
(Deve estar falando do CD dos Raimundos.)
 
"A ciência progrediu tanto que inventou ciclones como a ovelha Dolly".
(Teve a ovelha Katrina, também. Só que ela era meio violenta...)
 
"O Papa veio instalar o Vaticano em Vitória, mas a Marinha não deixou para construir a Capitania dos Portos no mesmo lugar".
(Foi quando ele veio no papamóvel, lembra?)
 
"Hormônios são células sexuais dos homens masculinos".
(Isso. E nos homens femininos, essas células chamam-se frescurormônios.)
 
"Os primeiros emegrantes no ES construiram suas casas de talba".
(Enquanto praticavam “Tiro ao Álvaro”.)
 
"Onde nasce o sol é o nacente, onde desce é o decente".
(Indecente: o sol não nasceu pra todos.)
 
"A terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados no mundo. Os outros planetas menos demográficos são: Mercúrio, Venus, Marte, Lua e outros 4 que eu sabia, mas como esqueci agora e está na hora de entregar a prova, a senhora não vai esperar eu lembrar, vai? Mas tomara que não baixe minha nota por causa disso porque esquecer a memória em casa todo mundo esquece um dia, não esquece?".
(Quase chorei. Mas todo mundo deveria esquecer a memória em casa, ao menos um dia: isso é lindo.)

O saudosista> Qual a vantagem de ir pra faculdade?


Pra muita gente existem muitas vantagens, pra outros como eu, poucas bem poucas.
O tempo hoje é daqueles duvidosos cursos a distância, tem gente que os adora, agora, se forma realmente
profissionais dignos é outra história.
A faculdade em 90% dos casos, pelo menos pra mim, é um saco!
Uma montoeira de provas, trabalhos, POWER POINTS... Se marcar da pra tirar um bom sono em muitas aulas!
E a rotina? Talvez eu odeie mesmo estudar, agora o que odeio mais é a rotina, e quem é que gosta?
--------------------------------------------------------------------------------------------------------
Hoje tem aula disso, amanhã daquilo... Aliás aula daquilo não tem não, se tivesse talvez fosse se tornando algo tão monótono que até aquilo perderia a graça.

Mas sim, em meio a tanta negatividade me parece que tem algumas vantagens em ir pra faculdade, e pra quem me conhece não estou ficando louco, pensem comigo:

Quantas risadas damos em um total de 4 benditos e malditos anos? As vezes esta tudo fodido, e lá estamos nós tentando ver o lado positivo, e mesmo quando não tem a droga do lado positivo a gente ri, não somos imbecis influenciáveis e desprovidos de um censo de lógica, apenas rimos pq dizem que rir é o melhor remédio, se não for, ainda desconheço outro melhor.

E os amigos? Na faculdade, a menos que você esteja em um curso que não tem nada a ver com você, provavelmente fará grandes amigos, pessoas com os mesmos interesses, gostos parecidos e o mesmo humor até certo ponto imbecil para alguns, mas que tira água de pedra nas situações mais fdp.

Faculdade é uma escola pra quem cresceu, é lugar pra muito mais que aprender uma profissão é lugar para aprender a rir da desgraça, ou pelo menos entendê-la como mais um ensinamento nesses longos e tão curtos 4 anos.

Que vantagem ir pra faculdade? A vantagem de amadurecer, de olhar o mundo com os olhos científicos de uma criança curiosa. A vantagem de colecionar os melhores amigos, os piores professores, aqueles mais carrascos que quem sabe um dia percebamos que no fundo, bem no fundo foram os melhores.

Qual a vantagem de ir pra faculdade?

A vantagem de esquentar a cabeça pra kct, pensando o que fazer depois de 4 anos; É aquela história, profissão atual: estudante e futuro desempregado, mas e dai?
Temos todos aqueles momentos, aquelas fotos em baixa resolução, que nem de longe mostra como crescemos, alguns em estatura, outros tantos em atitudes comportamentais. A vantagem da faculdade é mesmo ser uma escola para crescidinhos, para quem sonha e vai realizar!!!





Por Geee Hernandez
www.twitter.com/GeHalls

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Reportagem da Semana> O astronauta de Maratá

Marcos Pontes não foi o primeiro astronauta brasileiro?
Charles Conrad, terceiro homem a pisar no solo da Lua, teria nascido em Maratá-Porto União?
         Ninguém sabe ao certo como a confusão começou. Conta-se que uma camponesa teria visto uma fotografia do capitão Charles Conrad em um jornal da época e notado despretensiosamente alguma semelhança entre o terceiro homem a pisar na Lua e integrantes da família Rehme.

"O menino Charles nasceu na casa onde eu moro agora, ele é brasileiro e foi naturalizado americano quando os pais resolveram mudar-se para a América do Norte", declarou José Rehme, tio do astronauta, em novembro de 1969.
Quando o velho José Rehme contava que o sobrinho era um astronauta americano, ninguém lhe dava crédito. Causava apenas curiosidade e a história se transformou em lenda, que não correu além do Rio Iguaçu.

Verdade ou fantasia, a história foi caindo no esquecimento até que a missão Apollo 12 foi lançada em 14 de novembro de 1969, com os astronautas Alan Bean, Richard Gordon e Charles Conrad Junior, o comandante da missão. Seu objetivo era pousar na região lunar conhecida como Oceanus Procellarum e desenvolver alguns experimentos científicos.

Para o velho José Rehme, não importava o objetivo da missão. Importava era dizer, mais uma vez, que o sobrinho agora era mais importante: "Foi à Lua, mas nasceu no Brasil".

A lenda ganhou vida, o velho José Rehme ganhou credibilidade. Rapidamente, a incrível história se espalhou. Uma rádio local deu a notícia e era só do que se falava nos bares e no grande salão de baile de Maratá, onde os alemães deixavam os filhos numa creche anexa para poderem dançar nas noites de sábado. Os políticos locais se mobilizaram para descobrir se aquilo fazia sentido. A Prefeitura de Porto União, mesmo às voltas com as eleições que ocorreriam no próximo dia trinta, mandou emissários à procura de José Rehme, sua irmã Elisabete, primos e conhecidos da família Conrad, que emigrou em 1940 para a América do Norte.

Quando Charles Conrad Jr. pisou no solo lunar em 19 de novembro de 1969, no dia seguinte os repórteres Moraes Neto e Agenor Santos já estavam em Porto União para levantar informações e documentos para uma série de reportagens para o jornal O Estado do Paraná, que teve o seu início na edição n.º 5.537, uma sexta-feira 28 de novembro, com a seguinte manchete no alto da primeira página: "Conrad, herói da Lua, é catarinense"
"A Terra é azul, viste!" - exclamou em júbilo a população às margens do Rio Iguaçu, com a notícia que ganhou o mundo. O astronauta Charles Conrad teria nascido realmente no Maratá?

Na manhã do dia 26 de novembro de 1969 o repórter Manoel Moraes Neto e o fotógrafo Agenor Santos saíram em busca de informações em Porto União e arredores. Seguiram para a casa onde nascera e vivera por um bom tempo o menino Charles. Era uma casa de seis peças, escondida num vale muito verde, uma morada de arquitetura colonial alemã toda de madeira, a 20 metros de um riacho de águas muito claras.

Sentado à mesa da cozinha, o tio José Rehme recordava: "Não morávamos ainda em Maratá, quando minha irmã Ana e Josef se casaram, em Porto União. Logo nasceu uma menina, Erna. Depois, em 1929, nasceu o Charles. Ele tinha um ano e pouco de idade quando meu cunhado resolveu ir embora para a América do Norte. Isso foi em 1930, quando eu também vim morar nessa casa. A família seguiu para São Paulo e dali para o Porto de Santos. As primeiras cartas que recebemos deles vinham de Nova York, do Brooklin. Depois, em 1939, eles voltaram para essa mesma casa, para retornar definitivamente para os Estados Unidos em 1940. Charles já era grandinho, devia ter uns 10 ou doze anos".

Josef Konrad, imigrante alemão, chegou ao Brasil após a Primeira Guerra. Casou com a também imigrante Ana Rehme. Em Maratá adquiriu dez alqueires de terra e uma serraria. Nas fichas de imposto cedular sobre a renda de imóveis, do ano de 1983, constava a propriedade de Colônia Maratá, a extensão de 240.000 metros quadrados em nome de Josef Konrad, residente no bairro do Brooklin, em Nova York. E o imposto vinha sendo pago há quatro anos pelo senhor José Rehme.

Charles Conrad foi batizado por Frei Osmundo, capuchinho da Igreja Matriz de Porto União. No batistério, uma grande interrogação: na certidão do batistério do livro de registros foram arrancadas as folhas da letra C, referentes aos anos de 1928 e 1932. Não havia explicação para o sumiço do dia 2 de julho de 1929.

Erna tem registro civil em Porto União. Charles não foi registrado pelo pai no cartório civil. Segundo lembravam os parentes brasileiros, a atual grafia dos nomes teria uma explicação: Josef foi antes, em 1929. Com a chegada da mulher e filhos, nos EUA, Konrad resolveu que a família deveria se naturalizar. Assim aconteceu a mudança dos nomes. Josef Konrad passou a se chamar Joseph Conrad; Ana passou a se chamar Anne e o pequeno Charles teve o sobrenome Konrad mudado para Conrad e lhe acrescentaram um Junior ao nome.

Na localidade de Lança, a tia Elisabete ia abrindo os álbuns de família. Nas fotos de casamento de Charles, nos EUA, a semelhança entre o astronauta e o noivo era impressionante. Numa outra foto de 1966, Charles Conrad, a esposa e seus quatro filhos. Na foto oficial da Nasa, de 1969, também com os quatro filhos e esposa. A semelhança entre os quatro filhos já crescidos também causava espanto.

As cartas não mentem: das correspondências originais e seladas apresentadas por Elisabete Rehme, recebidas entre 1967 e 1968, todas provavam que foram enviadas de um só endereço, onde morava o cidadão Joseph Conrad: Torpon Springs, Flórida, Rout 1, Box 688 - 33589. Numa delas, de 1966, a revelação, escrita de próprio punho pelo pai do astronauta: "Charles agora é alto funcionário da Nasa".

O fato é que a onda ganhou força e a história de que Charles Conrad seria brasileiro alcançou a imprensa nos dias que sucederam a viagem da Apollo 12 à Lua, saindo em jornais como O Estado do Paraná e em revistas de circulação nacional, como Manchete e O Cruzeiro.

A incrível história do "astronauta de Maratá" repercutiu internacionalmente. A Nasa, através da UPI, distribuiu em Washington o seguinte telegrama: "A biografia oficial do capitão-de-mar-e-guerra Charles Conrad não faz nenhuma referência à possibilidade de que ele tivesse nascido ou mesmo vivido algum tempo, quando criança, no Brasil".

A cidade de Porto União estava nervosa e as informações iam se desencontrando, quando o Jornal da Tarde, de São Paulo, levantou a principal questão: "Para Charles Conrad se chamar "Junior", seu pai teria que também se chamar Charles Conrad. Mas se chamava Joseph".

José Rehme, irmão da mãe do astronauta, tratou de explicar. Dizia que quando o menino nasceu, seu pai o chamava de Josef. Logo depois, com menos de um ano, foi levado pelo pai para a Pensilvânia. De lá, a família só voltou depois de muitos anos, com o menino já se chamando Charles. "Minha mãe até estranhou - dizia José Rehme. Ela perguntou se o menino havia morrido e se era outro filho." Mas Anna - a mãe de Charles - explicou que lá eles tiveram que se casar novamente e registrar os filhos por uma segunda vez e, por isso, mudaram o nome" - registrou o Jornal da Tarde.

No dia primeiro de dezembro de 1969, a história parecia ter ganho, enfim, um ponto final. Falando à rádio Voz da América, a senhora Francis Sargent, a mãe do astronauta Charles Conrad Jr., negou que o comandante da Apollo 12 fosse brasileiro. E acentuou que o seu filho nasceu em hospital de Filadélfia, Estado da Pensilvânia, a 2 de junho de 1930. Na mesma cidade passou a infância e fez os primeiros estudos. As demais informações prestadas por Francis Sargent eram as mesmas encontradas na biografia oficial do astronauta. A senhora Sargent, que estava divorciada do marido e pai de Charles Conrad Jr., revelou também que o apelido em família era Pete.

O jornal Washington Post deu a notícia com destaque e a confusão em torno do caso do "astronauta de Maratá" complicou-se ainda mais, quando os repórteres conseguiram falar com o velho Joseph Conrad, em Tarpon Springs, Flórida, no telefone 9379430.

A conversa serviu para aumentar ainda mais o desacordo. Joseph Conrad negou que tivesse parentes em Santa Catarina e nem mesmo conhecia o Brasil. Porém, o mais estranho é que a reportagem chegou àquele telefone e endereço através de cartas escritas por Joseph Conrad à família Rehme em Maratá.

Com a nota oficial da Nasa e a entrevista da senhora Francis Sargent à rádio Voz da América, não havia mais como sustentar a história do "astronauta de Maratá". Os argumentos da família Rehme, por mais verossímeis, escorreram Rio Iguaçu abaixo.

A imprensa abandonou Porto União e, no dia 3 de dezembro de 1969, o jornal O Estado do Paraná encerrou sua série de reportagens com a manchete: "Quem tem medo da verdade?".

No texto inconformado do repórter Moraes Neto, uma última pergunta: "Afinal, Charles Conrad Jr. nasceu ou não no Brasil? Com quem está a verdade: com a família Rehme, que provou com documentação ter parentes em Tarpon Springs, na Flórida, ou com os parentes que agora negam até mesmo conhecer o nosso País?".

Seria verdade que o terceiro "terrestre" a pisar na Lua teria sido na verdade um "brasileiro"? Descendente de alemães, naturalizado norte-americano, o astronauta Charles P. Conrad Jr.

O terceiro homem a pisar no solo lunar, fato ocorrido aos 19 de novembro de 1969, pela missão Apolo 12, teria nascido em 02 de julho de 1930 na Colônia de Maratá, em Porto União (SC), filho do alemão Josef P. Conrad e de Erna Conrad. Essa história aqui registrada a título de curiosidade foi contada pelos repórteres Moraes Neto e Agenor Santos e publicada em forma de reportagem no jornal "O Estado do Paraná" em 29 de novembro de 1969 e posteriormente resgatada pelo jornalista Márcio Tonetti. Em sua edição de 15/04/06 o "Jornal de Brasília" retoma o assunto num texto de Cláudio Humberto:
“Segundo Tonetti, a NASA não atribui tal feito heróico a um "brasileiro", mas a um Charles P. Conrad Jr. que teria "nascido" na Pensilvânia (USA) em 1930. Isto teria uma explicação, segundo o citado jornalista, que informa — sempre baseado na referida reportagem original de "O Estado do Paraná" — que o astronauta seria filho de Josef P. Conrad, alemão que veio para o Brasil logo após a Primeira Guerra Mundial e que se casara com Ana Rehme, também ela de família alemã, e que teria fixado residência na Colônia de Maratá, distrito rural de Porto União (SC), cidade gêmea de União da Vitória (PR).
Descontente com a improdutividade das terras, o velho Conrad teria decidido ir embora para os Estados Unidos. A mulher, Ana, e os dois filhos, Charles e Erna Conrad, teriam permanecido no Brasil até 1939 quando, então, mudaram-se também para a América do Norte. Charles P. Conrad Jr. teria aproximadamente um ano e meio quando o pai dele o naturalizou norte-americano.
O astronauta Charles P. Conrad Jr., naturalizado norte-americano, morreu em conseqüência de graves ferimentos sofridos em razão de um acidente com sua moto, na Califórnia, em 08 de julho de 1999. Autoridades locais informaram que Conrad, já com 69 anos à época, viajava por uma estrada perto da localidade de Ojai quando perdeu o controle de sua motocicleta. Seriamente ferido, ele acabou morrendo no hospital da cidade.”

Funeral de Charles Conrad em 1999



Fontes:

http://www.pron.com.br/colunistas/67/35087/

http://www.parana-online.com.br/colunistas/67/35139/?postagem=O+CATARINAUTA+2

http://www.parana-online.com.br/colunistas/67/35222/?postagem=O+CATARINAUTA+3

http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,pais-viveu-mito-de-astronauta-brasileiro-na-apollo-12,405534,0.htm

http://www.isaorg.org.br/web/janela-curiosidade.htm

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Dica de Moda: CHANEL ainda é tendência

Monica Apolinário

Cada vez mais o chanel volta com força e sim para quem duvidou ele continua sendo tendência em 2011 e fazendo a cabeça de muitas mulheres por ai!!!



Corte de cabelo estilo chanel



O cabelo curtinho na altura dos ombros ganhou novas versões
e ainda faz a cabeça das mulheres







O corte de cabelo estilo chanel continua sendo um dos mais pedidos nos salões. Mas agora o cabelo curtinho, que não passa da altura do queixo, ganhou novas versões e não precisa ser somente no estilo reto. O chanel clássico, inspirado nos cabelo usado pela estilista Coco Chanel, fez sucesso nos anos 60 e até hoje faz a cabeça da mulherada.

Ganhando adaptações mais modernas e inovadoras, o corte estilo chanel serve de inspiração para muitas mulheres através dos modelos usados pelas celebridades.



Modelos de corte chanel




Os novos modelos de corte chanel podem ter variações. O cabelo pode ser repicado, assimétrico, na altura dos ombros, desfiado deixando a nuca à mostra ou até mesmo ter franjinha.

O corte chanel tem ótimo caimento em fios lisos, mas quem tem cachos também pode usar. Este tipo de corte combina com qualquer formato de rosto, desde que seja cortado da maneira correta.






Chanel para rosto oval


Mulheres com o rosto oval combinam com qualquer corte neste estilo, desde que tenha o comprimento abaixo do queixo.






Chanel para rosto redondo



Quem tem rosto redondo devem optar pelo chanel assimétrico, com as pontas mais compridas na frente e mais curto na nuca.






Chanel para rosto quadrado



Mulheres de rosto quadrado devem investir em cortes estilizados, de preferência com a nuca alta e com o modelo de chanel com franja desconectada, com caimentos laterais ou franja reta.










Fonte:

via:

POSTAGENS RECENTES