sábado, 26 de março de 2011

Entendemos a Coerência das Bancas de Micro Ensino


No exato momento que direto de minha sala de aula na faculdade, critiquei, opinei e coisas afins as bancas de micro ensino, tive a certeza: isso vai dar o que falar.

Segundo as estatísticas do Google foram 900 cliques diretos na matéria em questão, algumas pessoas até imprimiram minha opinião, essas considerações apenas por que odeio gente covarde, quando o nó aperta ninguém sabe, ninguém viu, quanta cara de pau ( mas vou parar por aqui o objetivo desse post é outro, apenas quis postar a audiência por desencargo de consciência).

Como os senhores devem ter percebido ando mais suave no que escrevo, não é medo ou mudar o estilo do verbo, é apenas desprezo e falta de crença que as coisas possam de fato melhorar.

Tem um ano, eu e mais algumas pessoas sem juízo ( principalmente a Ana) colocamos esse blog no ar, sem muitas pretensões, mas é BOM PRA KCT ver que ele no mínimo possibilita o debate.

Quando erro, exagero ou ofendo de qualquer forma alguém, eu graças a DEUS tenho a humildade de reconhecer meu erro.

Após a repercussão de minha opinião nesse veículo, a professora das micro aulas me procurou.

Conversamos por alguns minutos e me surpreendi.

O tom da conversa em momento algum foi intimidador, a professora em questão foi amável, gentil, explicativa e realmente seus motivos me fizeram entender a coerência (dela) sobre alunos que passam ou não no "teste das micro aulas".

É muito difícil eu mudar minha opinião sobre alguém, mas posso dizer que virei fã dessa professora...

Ela não precisava ter me dado essa confiança, podia simplesmente ignorar esse blog e seus 400 acessos por dia, mas não fez isso, foi extremamente digna. Queria ter gravado a conversa vocês iriam se tornar fãs dela como eu me tornei.

PALAVRAS DA PROFESSORA:

 "Se o aluno não vai tão bem na apresentação e sinto que ele pode e tem capacidade pra melhorar eu peço que reapresente (...) Se um aluno tira 7,0 e sei que ele tem condições de tirar 10 peço que reapresente... Agora tem alunos que eu sei que não vão muito além daquilo apresentado, mas que tem condições de ir bem no estágio então fica sem sentido pedir que reapresentem"


Entendi completamente a coerência da professora!

Um outro ponto> O que não entendo é pessoas que deram péssimas aulas na banca querer dar opinião nas micro aulas alheias... Vai te catar cara pálida!



Sem mais por hoje, obrigado mesmo pelo respeito de sempre e questionem, briguem, discutam. Vocês tem todo direito de serem respeitados e a opinião do acadêmico também merece ser ouvida, afinal somos todos nós que fazemos essa parada que chamam de facul.


Por Geee Hernandez
www.twitter.com/GeHalls



QUEM É QUEM: agora em toda matéria, no rodapé o blog vai contar pra vocês um pouco de quem está escrevendo. Ana/editora




Geee Hernandez já foi colunista de jornal, repórter de uma produtora de vídeo, monitor social do Cras, professor em Cruz Machado e atualmente é chefe de reportagem e conteúdo do Guia União e por vezes colabora com o Blog da Faculdade, na FAFI cursa o último ano de Biologia noturno.

Nenhum comentário:

POSTAGENS RECENTES