quarta-feira, 20 de abril de 2011

A volta dos que não foram: FAFI não é mais Universidade


Que notícia desagradável trago eu ao conhecimento de todos os senhores, nessa véspera de feriado.

A FAFI não mais é Universidade Estadual do Paraná.

Realmente, o bando de políticos que temos nesse estado, fazem na vida pública o mesmo que na privada.

Após anos de trabalhos para fusão de diversas instituições de ensino superior em UEPR, dentre elas a FAFI, e por fim a criação da Universidade Estadual do Paraná no governo passado, vem esses criminosos do bom senso do atual governo e revogam a criação da Universidade.

Tudo foi feito por debaixo dos panos, atrás da moita!

Não tiveram nem a hombridade de um comunicado mais aberto, alias, impossível animais da pior espécie serem dotados de hombridade.

As informações são de bastidores e correm a boca pequena, para muitos essa situação é irreversível.

Acadêmicos vem chamando a decisão de um aborto político, sendo que a UEPR nem bem nasceu já foi encerrada.

Resta aguardar os próximos capítulos dessa novela grotesca e mal escrita, onde existem personagens bem delimitados, acadêmicos e professores são palhaços, e o vilão da história é esse governo espúrio.

Se confirmada, é a decisão mais calhorda dos últimos anos, todos já estavam inseridos no contexto UEPR, acadêmicos espalhavam isso aos sete ventos, compraram camisetas e etc... 

E agora vem essa notícia!

Mais uma vez os representantes locais ( deputados) que deveriam brigar por isso, estão muito mais preocupados com suas cabeças e bolsos, aliás além da sede pelo poder nossos dignos representantes locais no legislativo estadual, tem também aquilo que fazem na vida privada!


É uma vergonha um estado com representantes duas cara.

Decisões comercializadas em um jogo de poder doentio, imoral e ilegítimo.

Questões políticas a cima da educação, da palavra e do caráter!

Políticos paranaenses vocês nos envergonham! Virem Homem cambada, por que realmente, isso no momento vocês não são!

Aliás a DEPUTAIADA está mais pra bando do que pra político!


Quem gostou, gostou, quem não gostou que se engasgue e morra!


Por Geee Hernandez
www.twitter.com/GeHalls

6 comentários:

Antonio Nunes disse...

quanta coisa para uma véspera de feriado hein

mas vamos aos fatos:

o governo anterior foi irresponsavel ao criar no apagar das luzes nossa UEPR

e não foi só isso, criou varias e varias contas que os governos posteriores terão que pagar

para quem se lembra daquela palhaçada no ginásio da fafi. isso tudo deixa mais puto da cara ainda. sempre fui contra fusão com a unicentro ou juntar essas 7 faculdades "isoladas" sendo que destas sete, a mais capenga é a fafiuv

fui a favor e continuo sendo para que ocorra fusão com a Uniuv pois sempre soube da possibilidade da FEDERALIZAÇÃO das duas e não precisaríamos mais depender das esmolas do governo paranaense

fik a dik galere
Abrass

Ilton Cesar disse...

Eu participei daqueles debates e fui uma voz dissonante quando convidei o diretor, vice diretor e o prefeito de União da Vitória para discutir a proposta de fusão da FAFI e UNIUV em busca ou de uma estadualização da UNIUV ou federalização das 2. Morri de vergonha de o ter feito, mas cabeça tranquila por não ter omitido. A questão básica é: quando e como chegam as notícias na comunidade da FAFIUV? Quem ve ou sabe de alguma declaração oficial por parte de quem é responsável? As coisas caminham de forma estranha algumas vezes e, como professor da FAFI, me julgo participante desta estranheza que causamos nas deciões que são tomadas ali dentro. Já é hora de tentar outra grande reunião, muito embora mais civilizada que a anterior, para discutir a atual situação da FAFI e as possibilidades. A outra eu fiz muito para que acontecesse, quem fará a próxima?
Ilton

Anônimo disse...

EU CONCORDO COM O ANTONIO NUNES EM FAZER UMA FUSAO COM A UNIUV OU OUTRA LOCAL, POIS FICAR ASSIM SÓ VALORIZANDO O NOME FAFI NAO LEVA A LUGAR ALGUM E NAO HÁ EVOLUÇÃO

Felipe Henrique Granatir disse...

o q me deixa muito puto é a politicagem do meios de comunicações locais... em um dia.... um radialista retardadado mental.... numa manhã acho q num intervalo de 25 minutos por aí...

repetiu 37 vezes o nome do lixao do rossoni...


politica é uma merda.... em todas as formas possiveis... e tem burro q da a cara pra bater pra lixo de politico...

Ilton Cesar disse...

Pode repetir comentário? (risos)
mas acho que é bom aproveitar este espaço para pensar nas possibilidades, já que nem temos outros mesmo. Alguns dias atras surgiu a possibilidade de federalizarem a UNIUV, com reunião do conselho gestor da ITFPR com o pessoal da UNIUV e prefeitura, já que o Juco ou qqer outro prefeito, é o presidente da Fundação. Agora a conversa deu uma esfriada. Assim como ocorreu com a FAFI/UEPR. Isso tem que dizer alguma coisa. A fraqueza dos políticos da região para conseguir algo de bom para a cidade é publico e notório. O Rossoni tá lá mamando na assembléia a 500 anos e é um inútil total. O Pedro Ivo ficou com poder durante os anos do requião e fez o mesmo que o Rossoni, ou seja, nada. Já tivemos o roveda na esfera federal, além do Pizzato. Cara, como consegumos eleger deputados e não conseguimos fazer coisas boas disso? No dia da reunião da FAFI (discussão UEPR-UNICENTRO-UNIUV) o prefeito fez a seguinte proposta: estadualizava-se a UNIUV e ela transferia o patrimônio para a FAFI - prédios, terrenos e mais 10 milhões em caixa para fazer a nova sede. Quem ouviu isso? Quem quis discutir o assunto? Quem se preocupou em querer saber mais sobre as coias. Na época fui acusado, junto com alguns - e não eram todos, nuca foram- professores de história de sermos favoráveis a UEPR. Na verdade sempre brigamos pela fusão com a UNIUV, que seria mais fácil dentro da UEPR. Mas acho que a cidad etem que ter um grande centro universitário publico, ou uma grande universidade. Mas a aquestão é: nossos políticos querem? A sociedade quer? A FAFI quer?

Marina disse...

Eu estou indignada! Pela falta de propostas, o Secreteario da SETI, Alípio Leal, compromete mais ainda o governo que está contrariando todo o discurso da continuidade, destruindo realizações que custaram muito trabalho e dinheiro à sociedade paranaense, como é o caso da nossa Universidade Estadual, para reconstruí-las de novo, repetindo gastos (já vimos esse filme), só para satisfazer vaidades políticas e substituir placas de inauguração. Quanto ao povo, que pague a conta!. A bagunça foi desencadeada por esse secretário, que se "autoproclamou reitor" , sem atender aos requisitos do estatuto e da legislação (ele nem faz parte do Sistema estadual, não pertence a nenhuma universidade e sequer tem curso de mestrado). É o mesmo que destruir uma estrada para reinaugurá-la com outra placa. Que vergonha!

POSTAGENS RECENTES